esq3.png
   
topo.png
.
 
empresa.png
 



Dr Antonio Elias Mansur
CRO-PR 2245








  • Graduação em Odontologia pela UEPG.

  • Mestre em Periodontia pela Universidade Camilo Castelo Branco – SP;

  • Especialista em Implantodontia pelo Conselho Federal de Odontologia;

  • Especialista em Prótese Dentária pela Faculdade de Odontologia de Santo Amaro São Paulo – SP;

  • Coordenador do Curso de Especialização em Implantodontia da Escola de Aperfeiçoamento Profissional da ABO – Regional de Ponta Grossa;

  • Coordenador do Curso de Aperfeiçoamento em Implantodontia da Escola de Aperfeiçoamento Profissional da ABO – Regional de Ponta Grossa;

  • Professor da Universidade Estadual de Ponta Grossa – disciplina de Implantodontia;

_____________________________________________________________________________________

 IMPLANTE DENTAL

O implante dental é um parafuso de titânio que substitui a raiz de um dente natural perdido. O titânio utilizado para o implante é de altíssimo grau de pureza e biocompatível com o organismo humano, isto é, não provoca rejeição.

O implante serve de apoio para a prótese (a coroa do dente) que deve ser semelhante aos dentes naturais em estética e função. O implante dental pode ser indicado para repor a perda de todos os dentes, de alguns ou de apenas um dente.

A perda de dentes pode levar problemas estéticos, de mordida e ósseos, portanto é fundamental uma rápida reposição do dente. A mastigação adequada e uma correta trituração dos alimentos promovem uma digestão saudável. Recuperar os dentes significa ganhar saúde, auto-estima e estética facial.

Como vantagens dos implantes, temos:

- o implante é fixo;

- o implante não necessita de nenhum desgaste nos dentes vizinhos;

- o implante preserva a estrutura óssea;

- o implante aumenta a auto-estima;

- o implante devolve a capacidade mastigatória e a saúde.

O implante é inserido no osso mandibular ou maxilar através de uma cirurgia que é realizada no próprio consultório odontológico sob anestesia local. Após a instalação do implante, ocorre o período de osseointegração, ou seja, é a fase em que o osso ao seu redor torna-se unido à superfície de titânio, é importante que nessa etapa o implante não sofra cargas excessivas de mastigação, movimentações ou a pressão de uma prótese removível. O implante demora em média 3 meses para osseointegrar no osso, após esse período pode-se começar a fase de confecção da prótese sobre o implante. Em alguns casos podem-se realizar a cirurgia e a prótese no mesmo dia, os chamados implantes de carga imediata. Esses casos devem ser bem selecionados pelo dentista implantodontista, pois necessitam de uma avaliação metódica das condições ósseas e saúde do paciente.

Após a conclusão do tratamento com implantes, para a manutenção de uma condição saudável e ideal, é necessária uma conscientização do paciente através de cuidados com a higienização das próteses instaladas sobre o implante e é fundamental as visitas regulares ao dentista para avaliação.

SEDAÇÃO COM ÓXIDO NITROSO
 

Procedimentos odontológicos simples ou complexos podem ser feitos em consultório dentário sob sedação. A sedação consciente é uma técnica que permite o relaxamento do paciente durante o procedimento odontológico (cirurgia de implantes), não afeta sua habilidade de respirar e responder apropriadamente à estimulação física e a comando verbal. Nesta sedação o paciente utiliza uma máscara nasal por onde aspira um gás o óxido nitroso misturado com oxigênio.

A sedação é feita para pacientes que tem medo de dentista, medo de sentir dor, medo do consultório odontológico, medo de sangue, etc. O procedimento se torna simples para o paciente, pois ele fica relaxado, facilitando o tratamento e tornando o procedimento menos estressante. Além disso, a sedação com óxido nitroso é feita em consultório sem necessidade de internação hospitalar.

Esta sedação não é anestesia geral, pois a anestesia geral utiliza medicamentos mais potentes e o paciente fica inconsciente, precisando do auxilio de aparelhos para respirar. Durante uma sedação simples o paciente permanece sonolento, porém acordado e consciente.

Qualquer paciente com boa saúde geral pode ser submetido à sedação com óxido nitroso. 

   
rodape.png